“Táxi bike”: conheça o serviço que está reinventando a mobilidade em São Paulo

Preservar o meio ambiente, cortar gastos e, de quebra, driblar o congestionamento. É assim que a startup Bikxi está se destacando no cenário da mobilidade humana no Brasil. O nome, que mistura as palavras Bike e Táxi, traduz a ideia: um sistema de transporte compartilhado, assim como um táxi, mas que usa a bicicleta como veículo. E não é qualquer bicicleta: trata-se de uma bike superestilosa, elétrica, dupla, com pedais independentes, desenvolvida para oferecer mais conforto ao passageiro e ao piloto. O capacete, claro, é obrigatório para ambos.

Para solicitar o serviço, basta baixar o aplicativo Bikxi – Saia do Trânsito, disponível para Android e iOS. Em seguida, é preciso solicitar uma corrida e seguir até o ponto de encontro indicado no aplicativo – como se estivesse chamando um Uber. Uma vez na garupa, existem duas opções: pedalar junto com o piloto ou aproveitar a viagem sem fazer esforço. Em dias de chuva, o serviço inclui uma capa para proteger o passageiro.

Por enquanto, as caronas do Bikxi estão disponíveis na capital paulista no trajeto Faria Lima – Berrini, saindo do CEAGESP, passando pelo Parque do Ibirapuera e chegando ao Shopping Morumbi – das 7h às 20h. Os pilotos operam em rotas fixas pelas ciclovias e ciclofaixas da cidade, oferecendo um percurso seguro, rápido e sem trânsito. O embarque e desembarque pode ser feito em qualquer ponto do caminho.

Para pagar a corrida, basta cadastrar um cartão de crédito no app, ou pedir pelas tradicionais máquinas de cartão de crédito e débito. O Bikxi não aceita dinheiro. O serviço custa R$ 2,15 por quilômetro rodado, com tarifa mínima de R$ 3,50. Veja o vídeo explicativo:

Esse é um bom exemplo de empreendedorismo que apoiamos, por gerar negócios e ainda contribuir no desenvolvimento de uma cidade mais sustentável. Adoramos a iniciativa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *